O que é e como funciona o seguro de vida familiar?

O que é e como funciona o seguro de vida familiar?

Um bom seguro de vida pode nos proporcionar estabilidade em várias circunstâncias, tais como doenças e acidentes. Mas, quando se pensa em seguro de vida, muitas pessoas pensam em apenas em si mesmo.

Porém, o seguro de vida familiar é uma modalidade cada vez mais procurada, pois o seguro de vida individual não assegura toda a família. Por isso, hoje em dia existe a possibilidade de contratação do seguro de vida familiar, que pode trazer mais tranquilidade para todas as pessoas queridas da sua vida.

Mesmo parecendo ser uma opção lógica para aqueles que têm família e dependentes, o seguro de vida familiar é ainda pouco conhecido. Contudo, essa modalidade é muito indicada para pessoas que queiram assegurar a família inteira.

Pensando nisso, hoje falaremos sobre esse assunto e aproveitaremos para explicar como funciona um seguro de vida familiar. Confira a seguir!

Os tipos de cobertura do seguro de vida familiar

O seguro de vida familiar possui várias coberturas possíveis de acordo com as necessidades dos contratantes. Dentre as mais comuns estão: apenas mortes acidentais e/ou mortes por qualquer outra causa, seja de forma natural ou acidental.

O seguro pode cobrir ainda a invalidez permanente total ou parcial, que tenha sido causada por acidente, bem como, a invalidez funcional, que pode ocorrer por algum tipo de doença que leve o contratante a perder sua autonomia.

Dependendo das preferências de cada família e de suas necessidades, às vezes, é viável ainda se valer das coberturas adicionais, que podem trazer mais proteção.

A cobertura estendida para o cônjuge cobre a diária por incapacidade temporária, por exemplo. Para outras pessoas que dependem da renda também existe cobertura, em situações de afastamentos do trabalho, morte ou invalidez.

Algumas modalidades podem cobrir ainda, uma assistência médica caso algo aconteça problemas desse tipo. Além de cobrir questões relacionadas a doenças e outros aspectos da saúde familiar, chegando a proporcionar até mesmo auxílio nutricional e assistência funeral, que pode ser estendida a filhos que sejam menores de 21 anos.

Quando a família pode acionar o benefício?

O acionamento do seguro irá depender das condições postas no contrato e das coberturas existentes nele. Por isso, é muito importante ficar atento quando for contratar a equipe de atendimento da seguradora para garantir que não haverá surpresas quando for acionar ao benefício.

Em caso de falecimento do segurado ou cônjuge, quando a cobertura for estendida, a família poderá acionar a indenização. Será possível acionar o benefício também quando os segurados ficam impedidos de trabalhar, total ou parcialmente, seja de forma temporária ou permanentemente.

São pagas diárias durante o tempo de incapacidade, de acordo com o cargo e quando estipuladas em contrato. É possível antecipar a indenização por falecimento quando o quadro da doença for incapacitante.

O recebimento do benefício também pode ser motivado por doenças terminais, o que pode deixar a família mais amparada. A assistência residencial pode deixar a família ainda mais assegurada, pois, se for necessário um conserto na casa e estiver coberto pela apólice, é possível chamar a equipe da seguradora.

Quem pode ser beneficiário do seguro de vida familiar?

Os beneficiários do seguro de vida podem ser escolhidos livremente pelos contratantes. Podendo ser filhos, familiares ou cônjuges e a substituição dos beneficiários pode ser realizada sempre que o contratante quiser.

Em caso de necessidade de indenização, a mesma será paga sempre aos beneficiários indicados na apólice do contrato, valendo para os nomes mencionados especificamente no documento. Os beneficiários podem ser familiares diretos ou não.

É importante lembrar que a indenização dos seguros de vida não são consideradas heranças. Portanto, não são necessariamente os herdeiros que receberão os valores e sempre vão prevalecer os nomes que estiverem especificados pelo contratante na apólice do seguro.

Diferenças entre seguro contra acidentes pessoais e seguro de vida

No caso dos seguros contra acidentes pessoais, são válidos apenas no caso de mortes e invalidez permanente, seja parcial ou total, que tenham ocorrido exclusivamente por acidentes.

Esse tipo de seguro é mais indicado para pessoas que atuam como autônomos e necessitam de boas condições físicas para desempenharem suas atividades. A cobertura do seguro por acidentes é menos ampla do que a do seguro de vida, Devido a isso, eles custam menos e os preços se alteram de acordo com a faixa etária do cliente.

Já o seguro de vida tem como objetivo proteger e garantir as finanças dos familiares ou dependentes em caso de morte. As coberturas irão abranger tudo que estiver especificado no contrato.

Normalmente, os contratos abrangem mortes tanto ocorridas em casos acidentais quanto mortes naturais e irão cobrir as despesas médicas com doenças graves e invalidez parcial, total ou funcional.

O seguro de vida familiar é a melhor opção?

Se a busca for por tranquilidade, a resposta é sim. Com uma apólice que ofereça coberturas diversas, o seguro de vida familiar pode oferecer aos integrantes da família mais segurança em relação ao futuro.

É fácil concluir que o seguro de vida familiar é mais vantajoso do que o seguro individual, pois esse está vinculado apenas a uma pessoa, portanto é mais indicado a pessoas solteiras.

Mas, mesmo que a pessoa não tenha filhos, no seguro de vida familiar ainda pode ser mais proveitoso, pois é possível incluir outros entes queridos como beneficiários.

Gostou do nosso texto? Então, compartilhe com os amigos! Muito obrigado e até a próxima!

 

×